A escolha de Angelina

Angelina Jolie esta manhã publicou um texto no jornal The New York Times, entitulado My Medical Choice (Minha escolha médica).

A atriz quis dividir com o público que passou por uma dupla mastectomia, retirada de ambos os seios, devido à sua alta chance de desenvolver câncer de mama. De acordo com Angelina, ela se descobriu portadora do gene BRCA1, que causa o câncer.

Como a atriz perdeu sua mãe, que teve um câncer nos ovários aos 56 anos (inclusive Angelina Jolie também tem 50% de chances de ter esse tipo de câncer), ela não quis arriscar e esperar que a doença pudesse se desenvolver e fez uma cirurgia preventiva.

Publicidade - LAMG

 

angelina jolie

Angelina Jolie e sua mãe, à esquerda, em 2001

 

A extração das mamas aconteceu em fevereiro, e a reconstrução em abril. Agora, Angelina Jolie possui menos que 5 % de chances de desenvolver um câncer de mama.

No seu texto, explicando sua escolha, ela espera que com isso chame a atenção para a importância do diagnóstico antecipado da doença, já que quando identificado cedo, as chances de cura são praticamente certas. Para quem puder ter os genes testados, a atriz quis mostrar que existem opções para essas mulheres.

 

 

angelina jolie

 

Também no artigo, Angelina Jolie declara como foi importante o apoio de seu parceiro, Brad Pitt, assim como os seus seis filhos, ressaltando a importância da família nesse momento.

Câncer de mama não é brincadeira. Ótimo exemplo de cidadania feminina de Angelina Jolie, quanto mais informação, melhor para todas!

  1. bruna lima da silva May 15, 2013 at 9:05 pm

    achei importante ela esta se prefinido de uma doença muito perigosa mais agente sabe que tem médicos muito bom mas quanto mas se cuidar melhor boa sorte em tudo

Deixe um comentário